sábado, 29 de abril de 2017

Retornando

                                                                                      Eu e meu filho Théo


Já se vão quase quatro anos desde minha última postagem aqui no blog... 
Nesse meio tempo dois grandes eventos aconteceram em minha vida: meu tão sonhado mestrado no tema da Alfaiataria e a chegada de meu segundo filho Théo, irmão do Leandro, meu primogênito que está prestes a completar 17 anos! 
Foram anos intensos, que não permitiram com que eu continuasse as postagens por aqui.

De 2013 à 2015 envolvida com minha dissertação de mestrado, e logo na sequência a SUPER PLANEJADA gravidez, em que pude curtir a delícia que é gerar um filho sem tantas preocupações e incertezas de quando se é tão jovem. Logo depois uma imersão NÃO PLANEJADA no universo da maternidade, dessas que nos tiram do eixo, causam uma grande revolução e mexem com sentimentos que estavam escondidos em alguma gaveta, lá no fundo da alma. Feridas não cicatrizadas de uma maternidade pouco vivida.
Théo veio para que eu pudesse me perdoar e compreender o exercício da maternidade em sua plenitude: a alegria do dia a dia ou então as noites mal dormidas..., a luta pela amamentação exclusiva, o nascimento de cada dentinho, os primeiros passinhos... ali, na minha frente, em tempo real! sentimentos de alegria, de exaustão, hormônios a mil, prolactina correndo solta!

Enquanto isso...
por várias vezes pensei em desativar este blog, pois não fazia sentido para mim mantê-lo uma vez que eu não conseguia alimentá-lo. Mas aí os próprios alunos me lembravam de como ele estava sendo útil, de como as instruções daqui estavam ajudando em outros trabalhos, e por isso logo abandonava a ideia e deixava ele aqui quietinho.

Nesta semana que passou, fiquei pensando novamente na ideia de desativá-lo, tentando encontrar uma maneira de aproveitar o conteúdo redirecionando-o para uma outra página (outro projeto que estou desenvolvendo com meus alunos e que em breve irei compartilhar aqui).
Pude parar e reler com carinho cada um dos comentários que aqui estão, e  então percebi que este foi apenas o começo de um longo trabalho que não pode ser interrompido. Fiquei extremamente feliz por ver nos gráficos de estatística disponíveis pela página, que as postagens continuam sendo frequentemente visitadas, e que por isso eu já não poderia simplesmente desativar este blog.

Obrigada a todas as respostas de agradecimento, elas são o meu combustível para a retomada deste trabalho!

Sem demora, vou retomar as publicações, começando por alguns itens da minha dissertação de mestrado em que desenvolvi, além da pesquisa teórica, um Manual do Paletó.

Até breve!









Nenhum comentário:

Postar um comentário